20 de fev de 2015

Disney com crianças - dicas importantes!

Viajar com crianças, especialmente pequenas, requer mais programação e uma logística mas estruturada - tudo para que tanto os adultos como as crianças aproveitem mais.
Já fui para a Disney com minha filha aos 2, 3 e 4 anos e aprendi algumas coisas interessantes, que divido aqui com vocês.

1. Prepare as crianças. Converse sobre o que vai acontecer (criança precisa de segurança...). Explique sobre as filas, tempo de espera, sobre a programação, sobre o avião e o tempo em que ela vai ficar em vôo, sobre o monte de gente ao redor, sobre ficar perto dos pais, sobre obedecer e a se comportarem. Isso ajuda a assimilarem a brusca mudança na sua rotina e a controlarem a expectativa.

2. No avião, não deixe de levar algum passa tempo. Nem sempre a programação de filmes do avião é atraente. Providencie filmes e aplicativos no celular ou no tablet, alguns lápis ou giz de cera e papéis, bonequinhos pequenos, além de coisas que as crianças estejam acostumadas - bicho de pelúcia, cobertorzinho, paninho, chupeta... Desta forma, a criança fica entretida - por um tempo, pelo menos.

3. Se a criança tiver até 20/22 kgs, não deixe de providenciar um carrinho. Pode já levar daqui (não conta como bagagem e vc entrega e retira na porta do avião), pode comprar lá um carrinho baratinho ou pode alugar nos parques (sai mais caro, US$15/dia para o simples, US$ 31/dia para o duplo nos parques da Disney). Andar todos os dias pelos parques e compras cansa muito... sem falar que, no carrinho, você pendurar sacolas e mochilas e alivia o peso. Estacione nos locais indicados e amarre um balão no carrinho - fica mais fácil identificá-lo no mar de carrinhos estacionados (os funcionários costumam rearrajar os carrinhos e, eventualmente, seu carrinho não estará no exato local onde você o deixou).

4. Leve do Brasil leite e papinhas que a criança estiver acostumada. Pode botar na mala e despachar em suas embalagens originais. As papinhas lá são muito diferentes - e muiiito sem gosto (minha filha odiou). As fórmulas e leites em pó são diferentes das daqui e não encontrei, por exemplo, o Leite Ninho básico. Então, para não correr risco, leve o que a criança estiver acostumada - viagem não é um bom momento para fazer experimentos gastronômicos com os pequenos.

5. Leve uma identificação para as crianças pequenas - pode ser um papel plastificado num colar, por exemplo. Existem também recursos personalizados, que valem o investimento. Coloque os dados dos pais, endereço e telefone do hotel, telefone celular para contato e informe que a criança é do Brasil e não fala inglês. Se necessário, a Disney busca funcionários que falam português para ajudar na tradução.

6. Ao chegar nos parques, marque um ponto de referência para os mais velhos. Assim, se se perderem, podem se localizar e se dirigirem ao ponto de encontro.

7. Leve casaco para as noites, que podem ser mais frescas e sempre uma troca extra - camiseta e meias. Algumas atrações podem molhar.

8. Leve água e lanchinhos para as crianças: sucos, biscoitos, frutas, bolachas, chocolates, cereais.... Ajuda a distrair, engana a fominha e economiza horrores.

9. Para bebês, leve a papinha e leite em pó nos parques. Procure o Baby Care Center, uma área com trocadores, cadeirões, cadeiras de balanço, microondas e toda infra necessária para uma refeição apropriada. Nos parques da Disney, localize os Baby Care Centers aqui.
Importante: tanto nos banheiros masculinos como nos femininos, você encontra trocadores.

10. Ao fazer seu roteiro, pesquise como são as atrações. Se são escuras, se tem descidas e subidas bruscas, qual o tamanho mínimo e máximo. Avalie o perfil da criança e não force a ir. Se a criança passa mal facilmente, evite atrações de girar (por exemplo, o Mad Tea Party - xícara maluca). Lembre-se que cada criança reage de forma diferente - inclusive, algumas ficam aterrorizadas ao verem os personagens.

11. Faça paradas para lanches e xixi e, se for o caso, uma sonequinha. Assim, elas descansam um pouco e se restabelecem para mais uma rodada de diversão.

12. Caso você se programe para ficar até tarde no parque, chegue um pouco mais tarde. Ou chegue bem cedo e saia mais cedo. Ou mesmo intercale parques com dias de compra ou outras atividades. Parque todos os dias, seguidos, é cansativo demais para os pequenos.

13. Se a criança não pode ir numa atração e os demais do grupo podem, usem o "Child Swap" ou "Rider Switch". Um pega a fila e vai na atração enquanto o outro espera fora com a criança. Depois, o que ficou esperando com a criança pode ir na atração sem pegar a fila. Verifique se a atração oferece o serviço e avise o CastMember que fica na entrada.

14. Não tente fazer tudo todos os dias. Você precisará fazer escolhas a fim de que seus filhos aproveitem os parques. Mantenha a calma e entre no espírito da diversão.

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...